artesã SILVANA NAKAMURA MOSAICO

Artesã Silvana Nakamura

Nossa coluna hoje a dica é decoração, Silvana Nakamura Mosaico com é conhecida em Varpa distrito de Tupã tem nas paredes ,muros, e ambiente em sua casa a arte do mosaico em tudo, a residência é localizada no centro daquele distrito é devido a beleza é bem fácil de encontrar seu ateliê.

Num papo informal com o amigo e incentivados Charles dos Passos surgiu a ideia de fazer a justa homenagem ao distrito o mural Eu Amo Varpa, foi instalado no dia 11 de outubro para marcar a celebração do aniversário de Tupã,, o resultado é impressionante, a técnica se chama muralismo, dentro das letras encontramos muitas referencias ao distrito, vale a pena ir conhecer

Sobre o Mosaico:

Mosaico, conhecido também como arte musiva, é uma montagem de pequenos fragmentos de materiais como pedras, azulejos de várias cores, pastilhas de vidro – os mais usados -, conchas, papéis, botões, plásticos, couros, grãos de alimentos e outros mais, denominados tesselas, sobre planos anteriormente dispostos para este fim, resultando em desenhos os mais variados. A meta desta técnica é ocupar artisticamente superfícies como planos, pisos, paredes e também, atualmente, esculturas. Este trabalho envolve meticulosidade, persistência e disciplina, já que para compor um mosaico é necessário juntar cacos que ao menos apresentem duas colorações distintas de qualquer matéria-prima.

É comum usar um único objeto para a composição do mosaico, mas se o artista souber harmonizar a combinação de vários ingredientes, o resultado pode ser igualmente eficiente. O que importa é soltar a imaginação e deixar que ela guie as mãos do artífice, para que assim ele componha obras criativas, principalmente no campo da decoração de ambientes internos e  externos, no qual esta arte vem evoluindo nos últimos tempos. A expressão ‘mosaico’ provém do grego ‘mouseîn’, mesma raiz que originou o termo ‘música’, ou seja, derivado das musas. A arte musiva vem sendo praticada desde a era antiga, entre os gregos e os romanos, na qual conheceu seu ápice. Ao longo da história ela foi se adaptando aos mais diferentes usos. Por serem muito duradouros, os mosaicos são chamados de pinturas para a eternidade. Os próprios sumérios deram início a esta arte na Mesopotâmia, por volta de 3.000 a.C. Eles criavam formas geométricas e eram profundamente influenciados pela arte de confeccionar tapetes.

O Império Bizantino também imprimiu sua marca na história do mosaico, pois legou à Humanidade uma imensa coleção artística neste estilo. Muito devotos, eles preencheram principalmente igrejas e templos com esta arte, especialmente suas paredes e abóbadas. Os desenhos representavam passagens da Bíblia e seus protagonistas. A partir desse momento o vidro passou a ser bastante utilizado. Os mosaicos são encontrados especialmente na Itália, no Egito, na Macedônia – hoje ocupada pelos territórios da Grécia, Iugoslávia e Bulgária -, China e outros países. Uma era histórica que muito cultivou a arte musiva foi o Renascimento, período no qual se destaca a edificação da Basílica de São Pedro. Posteriormente o artista catalão Gaudi rompeu com as convenções desta técnica e foi o responsável pela criação de célebres mosaicos em Barcelona.

 

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 230

Fernanda Buono em 20 de outubro de 2021 encerrou  mais um ciclo em sua  vida. Defendeu a monografia da segunda pós-graduação. Em higiene ocupacional na Universidade de São Paulo-USP. Após o termino de seu colegial, ou ensino médio, a vida da Fernanda foi sempre assim, estudos, capacitações, pesquisas, dissertações e

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 229

Segundo a doutrina da Igreja Católica, o batismo não só é um sacramento de inclusão na Igreja, no Corpo Místico de Cristo, como também é necessário para a salvação. … Uma vez batizado, o cristão é um filho de Deus e um membro da Igreja e também pertence para sempre a Cristo, se perseverar

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 228

Todo o glamour da noiva Ana Paula Marcuzzo Calderaro, vestida de SANDRO BARROS na festa e a linda daminha Heloisa vestida por Ateliê Zeuda Rebouças ambos os vestidos dignos de princesas até parece obra de arte feito a mão Primos queridos Gustavo Coelho Dias, residente em Maringá e  Leandro Coelho 

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 227

Prof Dr Edmund Chada Baracat Linhas de Pesquisa: Análise morfológica, bioquímica, molecular, imunológica e clínica do sistema reprodutor de mulheres férteis e inférteis. Estudos experimentais clínicos. Aspectos morfológicos, bioquímicos, moleculares, clínicos e terapêuticos no climatério: Estudos experimentais clínicos. Efeitos histomorfológicos, bioquímicos, moleculares, sexuais e terapêuticos no climatério: Estudos experimentais e clínicos Enfoque: Ginecologia

festival Gastronômico – recanto motel

de 16 à 23 esta acontecendo no recanto motel tupã o festival gastronômico, neste período todos os pratos estão com 30 % de desconto, pois como todas as novidades e o recanto prima por serviço de excelência, os ajustes de temperatura e adequação aos pratos você ganha este mega desconto

energia solar – SINERGIA

Estamos colaborando para criar soluções energéticas eficientes. Descubra SINERGIA. O futuro depende do trabalho sustentável que fazemos hoje. Com eficiência em . eficiência Energia Solar. Sustentabilidade. O que é Energia Solar Fotovoltaica? É o resultado da conversão da energia solar em energia elétrica, possibilitando a sua utilização doméstica, comercial, industrial

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 226

Maria Eduarda Baracat Sanchez, celebrou mais um ano de vida recentemente, muitas mensagens, muitos, presentes, grandes carinhos para lembrar o quanto é querida  a matriarca  nos altos da Fazenda Bandeira, um brinde especial a esta data querida Maria Flavia Baracat Sanchez acompanhou todos os destelhes de perto para o editorial

Rolar para cima