O ser humano costuma ser a espécie mais expressiva dentre todas as existentes, mesmo que as emoções e sentimentos estejam presentes em outras também.
  Alegria, tristeza, apatia, cada uma delas faz parte de nós. Talvez o que nos torna humanos é que podemos entender o que causa essas sensações e adaptá-las, seja com mais ou menos intensidade. Como sabemos, tudo em exagero não é saudável, até mesmo a alegria, que pode se tornar em euforia ou êxtase, se não ponderada.
  Os excessos são, na minha opinião, o nosso lado mais primitivo, ou menos civilizado, querendo satisfazer suas exuberâncias. Há quem diga que é melhor sentir demais que não sentir nada. O que acham? Bom, eu discordo.
  Se levarmos em consideração que somos movidos pelos sentimentos e não soubermos controlá-los, estamos passivos de sermos controlados por eles, pois o ser humano sendo um ser sociável, tudo e qualquer coisa que seja feito para interações, são gatilhos para respostas emocionais.
  Com certeza, em algum período de nossas vidas, tivemos contato com pessoas que não nos queriam bem. Talvez até sejamos essa pessoa na história de outrem.
  Essas intrigas são muito recorrentes na adolescência, quando queremos mostrar ao mundo que somos alguém, e assim como nossos hormônios estão à flor da pele, nossos sentimentos também estão.
  Pessoas machucam pessoas, pessoas estimulam pessoas, pessoas amam pessoas.
  Nessa jornada que chamamos de vida, vamos nos deparar com todos os tipos de pessoas, que vão nos causas todos os tipos de sentimento.
  Circunstâncias também engatilham sentimentos. Vivemos em tempos estressantes, e sabemos dos muitos efeitos colaterais que uma quarentena pode ter. As perdas doem, as notícias nos deixam ansiosos (por bem ou por mal), mas não há necessidade de exagerarmos nas sensações.
  Por qual motivo permitiríamos que a raiva passageira se tornasse fúria? A tristeza em angústia ou a alegria em euforia?
  O ser humano segue sendo muito expressivo, nossas expressões faciais estão aí para mostrar isso também.
  Se respirarmos fundo e pararmos pra refletir, veremos que nada de que fazemos ou sentimos em excesso é necessário, e na maioria das vezes faz mal.
  Um relacionamento unilateral, onde podemos ver quem gosta mais de quem no relacionamento.
  Uma dieta intensa ou um almoço que parece mais um banquete regado à gula.
  Um desentendimento na empresa que colocou dois colegas de trabalho contra o outro.
  Tantas desavenças poderiam ser evitadas ao controlar os excessos.
  Perdoe quem te machucou, não porque eles merecem, mas porque assim sua vida fica mais leve. Nossas cruzes já são muito pesadas por si só, não permita que a fúria seja mais um dos pesos. Garanto a vocês que esta pesa mais que uma vida inteira. Mas também se perdoe pelos erros do passado; você não tinha antes o conhecimento que tem hoje, e mesmo se tivesse, por sermos expressivos estamos propícios a errar, pois há sentimentos em nossas ações. Não somos máquinas.
  Respeitem a si mesmos, amigos. Os excessos só geram mais excessos, mas nesse caso, de frustrações.
  Não amem sozinhos, nem sofram sozinhos, contudo, não transbordem aquilo que não estão dispostos a limpar.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 312

Laiana Scaranello, Geminiana da vizinha   Adamantina SP , dona da frase…Apenas por diversão Evoluir leva tempo, mas vale a pena. celebra hoje o dia de seu nascimento como um raio de luz que nos invade com tanta beleza não ia passar em branco, bjs meu amor, Que Deus te abençoe e

Ciranda Cultural – Oficinas Culturais

No dia primeiro de maio teve início, em Tupã, o Projeto CIRANDA CULTURA, realizado pelo Instituto Luiz Bertazzoni de Artes e Cultura. O projeto tem por objeto oferecer às crianças e adolescentes do município oficinas de artes gratuitas em diversos segmentos artísticos, como Ballet, Capoieira, Teatro, Música, Zumba entre outros.

DU CHEFF PIZZARIA TUPÃ – ESPAÇO PRESENCIAL – VISITA TECNICA

È AMANHA …..19h30 Inauguração da Ducheff Pizzaria em modo Presencial, ou seja todo o sabor e excelente atendimento nem ambiente amplo e aconchegante, grandes novidades em um novo cardápio e muitas novidades, os Cheffs Isau Veríssimo e Daniel Medeiros , esperaram a pandemia passar e fizeram tudo com muito bom

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 311

“ Embaixador “ Na melhor versão Gusttavo Lima, o guapo tupiniquim: “ Victor Fernandes “ foi assunto mais uma vez em meio aos flashs, do lance, no último FDS. O jovem gato que acaba de assinar sua carteira em novo conglomerado agrícola da nossa estância, fazendo jus ao estilo de vida

as quatro estações de vivaldi em recanto Motel

A Semana mais romântica do ano está chegando e Recanto traz para você a IV Love Week- nos inspiramos nas 4 estações para que possamos refletir que cada um de nós somos um universo de possibilidades … e vivemos momentos diferentes que precisam ser compreendidos … quando esse universo compartilha

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 310

No mundos dos fashionistas , Moda é coisa de indústria e Estilo cada um tem o seu, como diária “Glorinha Calil”, acho que assim definimos, a criatividade e bom gosto de Fla Baracat, a cada pesquisa para a nova estação ele faz bonito além da pesquisa in loco, ansioso para

odair marcuzzo 70 anos

FAMILIA MARCUZZO, é sempre um grande aprazer estar com vocês, primeiro por todo o carinho e acolhimento com todos, Silvana e Ana Paula, tenho certeza que o Odair esta muito Feliz, todos os detalhes estavam impecáveis, a muito tempo um sábado não estava tão badalado em terra tupiniquins, alias estávamos

03 aninhos do DUDU

Os queridos Amanda e Ricardo Manzano receberam no sábado no Buffet Maquina da Alegria os amigos, vips e familiares para celebrar os 03 anos de Eduardo DUDU Manzano, os avós Lucilene  e Marcelo Sabatine, Martha e Valter Manzano também compartilharam deste momento de muita alegria, e brincadeiras, Dudu espoleta como

Rolar para cima