Caso me perguntassem de onde sou, eu teria dificuldade em responder. Pode parecer uma pergunta tão simples, mas no fim do dia será que realmente sabemos a resposta? Os rótulos nos perseguem desde o momento que saímos do ventre de nossas mães, e acredito que a resposta para a pergunta que iniciei o texto esteja nela.
  Algumas crianças têm dificuldade em se comunicar pois o ambiente familiar muitas vezes não é tão favorável à sua autoconfiança, mas independente da idade, parece que sempre estamos em busca de algo a mais, um alvo, mas é tão difícil encontrar respostas para a vida. Se me perguntarem o que é a vida, provavelmente inventaria uma resposta que pareça super profunda e evoluída, mas admito que nos últimos dias estou tentando vê-la com menos complexidade.
  Talvez a vida seja só uma constante evolução da gente, um ciclo migratório de pássaros. Só não se esqueçam que nem sempre evoluir significa progredir.
  Há quem diga que ainda sou novo, mas em meus poucos anos de existência já tive todo tipo de experiência. Infelizmente a maior parte delas foram dolorosas e me deixaram cicatrizes, mas essas marcas são o meu mapa; o nosso mapa. Para quem quiser nos conhecer, basta seguir o caminho que nossas cicatrizes fazem e nos encontrarão, e isso vale para nós mesmos.
  Passei anos com medo do desconhecido; pensar em sair da pequena cidade onde cresci era inviável. Eu iria me debater e dizer que não queria ir embora porque ficaria sem algumas pessoas que eram importantes para mim, mas descobri que o caminho para casa é solitário e nem sempre o nosso vai se cruzar com os de quem amamos. As despedidas fazem parte da única certeza da vida, de certa forma.
  Se não tomarmos cuidado, iremos carregar a bagagem de quem gostaríamos que nos acompanhasse, mesmo que nosso destino não seja o mesmo e o peso só vai ser sobre nós.
  Às vezes me pego olhando para cima e como se eu esperasse que alguém me respondesse, me pergunto se estamos realmente sob o mesmo o céu.
  As nuvens amareladas pelo Sol no fim da tarde no nosso infinito quadro azul, as estrelas na escuridão, será que estamos as vendo todos juntos? Será que se olharem em nossos olhos, verão realmente o que temos dentro de nós?
  Se ficarmos estagnados jamais sairemos do mesmo lugar, e a incerteza do que viria em seguir nos assola, nos assusta.
  Antes, não me encontrava. Hoje sei onde estou, e sei que é meu lar; o meu lugar. Porém, caso um dia a vida exija de mim mais um novo destino, não vou mais fugir.
  Nosso lugar é onde nos sentimos acolhidos, independente da situação. Não é sobre estar sempre seguro, pois tempestades sempre virão, mas é sobre se teremos para onde nos abrigar e ter a coragem para continuar a trilhar nosso caminho, com chuva ou Sol.
  Somos seres humanos, em constante mudança; não devemos ser definidos por rótulos, seria raso demais considerando a profundeza do oceano que são as estradas da vida, que em algum momento, com a ajuda de nossas marcas, nos levará ao nosso lugar.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

DU CHEFF PIZZARIA TUPÃ – ESPAÇO PRESENCIAL – VISITA TECNICA

È AMANHA …..19h30 Inauguração da Ducheff Pizzaria em modo Presencial, ou seja todo o sabor e excelente atendimento nem ambiente amplo e aconchegante, grandes novidades em um novo cardápio e muitas novidades, os Cheffs Isau Veríssimo e Daniel Medeiros , esperaram a pandemia passar e fizeram tudo com muito bom

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 311

“ Embaixador “ Na melhor versão Gusttavo Lima, o guapo tupiniquim: “ Victor Fernandes “ foi assunto mais uma vez em meio aos flashs, do lance, no último FDS. O jovem gato que acaba de assinar sua carteira em novo conglomerado agrícola da nossa estância, fazendo jus ao estilo de vida

as quatro estações de vivaldi em recanto Motel

A Semana mais romântica do ano está chegando e Recanto traz para você a IV Love Week- nos inspiramos nas 4 estações para que possamos refletir que cada um de nós somos um universo de possibilidades … e vivemos momentos diferentes que precisam ser compreendidos … quando esse universo compartilha

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 310

No mundos dos fashionistas , Moda é coisa de indústria e Estilo cada um tem o seu, como diária “Glorinha Calil”, acho que assim definimos, a criatividade e bom gosto de Fla Baracat, a cada pesquisa para a nova estação ele faz bonito além da pesquisa in loco, ansioso para

odair marcuzzo 70 anos

FAMILIA MARCUZZO, é sempre um grande aprazer estar com vocês, primeiro por todo o carinho e acolhimento com todos, Silvana e Ana Paula, tenho certeza que o Odair esta muito Feliz, todos os detalhes estavam impecáveis, a muito tempo um sábado não estava tão badalado em terra tupiniquins, alias estávamos

03 aninhos do DUDU

Os queridos Amanda e Ricardo Manzano receberam no sábado no Buffet Maquina da Alegria os amigos, vips e familiares para celebrar os 03 anos de Eduardo DUDU Manzano, os avós Lucilene  e Marcelo Sabatine, Martha e Valter Manzano também compartilharam deste momento de muita alegria, e brincadeiras, Dudu espoleta como

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 309

“ Diamond “ O seu nome logo me remete o império dos diamantes & joiás finas, que assim como entrelaçaram as mãos no noivado de Ronaldo Nazário “ fenômeno “ & Daniela Cicarelli, faz da joalheria de luxo norte- americana, na famosa esquina Fifth Avenue com 57th Street, em Manhattan :

Leonardo Monteiro – Frango da Maromba

Salve, salve rapaziadinha. Bom, meu nome é Leonardo Monteiro, eu tenho vinte e seis anos, sou morador da cidade de Tupã, São Paulo. sou atleta de fisiculturismo amador com muita honra que eu falo isso hoje depois de muito trabalho duro sou dono da marca e da página Frango da

Rolar para cima