POR CADA AUSÊNCIA 

  O som da chuva é alto, mas parece ter um efeito sedativo em mim — cada pingo é uma lágrima de Deus, que só se salga quando sua pureza é impregnada com minhas mãos pecadoras. Não me lembro quando cada gota realmente passaram a pesar no telhado.
Assistindo as águas que caem rapidamente do céu, admiro a enxurrada que leva e lava a rua de baixo. Trovões estrondosos nos pegam desprevenidos, como se estivéssemos fazendo arte quando crianças.
Um leite com chocolate quente, uma coberta e um bom filme na sala de casa. O frio tem o próprio calor que esquenta nossa alma.
Ah, o quão belo é o jogo de palavras, que apesar de existirem na sonoridade, estas foram fabricadas na minha mente inquieta. Que ironia, não? Minha inquietude ser imaginando a paz.
Dizem que quando mais novo, meus sonhos eram motivo de outras crianças se maravilharem; cada noite era um conto diferente, cada manhã um livro era escrito.
Quanto mais eu envelhecia, mais eu não precisava dormir para sonhar. Eu era — e talvez ainda seja — um sonhador em tempo integral.
As expectativas eram gigantescas, independente da situação.
Conversando com os mais velhos, descobri que não era o único assim; a vida também já havia sido uma folha em branco para eles, só que em algum momento a tinta já não tinha mais cores. Para muitos isso não é um problema, bastava criar algo mais monocromático, mas isso era o fim do mundo para aqueles que tentavam ver o colorido.
A vida é uma constante lei de oferta e demanda, e como num capitalismo emocional, o ter tomou conta.
Queremos amores, banquetes e luxos.
Alguns me consideram uma pessoa extravagante, outras; simples.
Conversando com uma pessoa muito importante na minha vida, ela me disse que tudo em excesso é a ausência de alguma outra coisa que não nos foi permitida ter acesso, por quaisquer que sejam os motivos.
Poderíamos culpar o nosso signo astrológico, o pé que tocou o chão primeiro quando acordamos ou até mesmo a escada que passamos por baixo anos atrás, mas no final, todo excesso é a ausência de algo.
Pobres sonhos que sonhei, quisera eu, outrora, que fossem reais. Que eu ainda tivesse seus beijos em minha testa, pois a ironia é que quanto mais velhos ficamos, o vazio aumenta. Que ausência é capaz de criar excesso de vazio? Não tenho respostas e talvez jamais tenha.
Meus lamentos e comemorações seriam feitos para ser ovacionado?
Quiçá, algum dia, entenderão que escrever não é tão fácil quanto pensam. Não precisamos ser doutores ou ter algum feito especial para nos expressar, basta tentarmos, pois de passo em passo chegarem em algum lugar. Se terão mãos para te aplaudirem ou apontar, bocas para louvar ou vaiar e braços para te abraçar ou te segurar, não importa. Que seus caminhos sejam retos, que não desviem nem para a direita nem para a esquerda. Com o foco em frente e a ponderação em mente, certamente chegaremos em algum lugar real, pois o ideal é só isso, uma fabricação, expectativas geradas pela ausência de realidade.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

NA MATA CAFÉ MAGAZINE – DJ RICARDO COSTA E OBA OBA SAMBA HOUSE

DJ Ricardo Costa deu o primeiro tom dos acordes da noite magnifica do NA MATA CAFÉ, a grande atração da noite ficou por conta do OBAOBA SAMBA HOUSE, a noite  parecia sonhos de uma noite de verão, a publico não deixou por menos dançaram , se divertira enfim mais uma

SOCIAL BY MARÔ VIANA

Dotada de beleza impar, Bia Mazetti parou tudo, na reinauguração da Amarican Clothes, na noite de quinta, o novo espaço ficou incrível, um grande investimento no mundo fashion Um happy dos companheiros da agencia Bradesco de Tupã, em papo descontraído pelo restaurante LA EM CASA Diego Rodrigues, Gabriela Cabrera, Janaína

SOCIAL BY MARÔ VIANA

Parcerias são sempre bem viandas, ainda mais aliada ao bem estar, mudança de hábitos e vida saudável e será assim a equipe da MAGRASS Tupã, passa ser nossa parceira do site e da vida em breve após o inicio de meu novo momento postarei todos os benefícios e resultados, sejam

SOCIAL BY MARÔ VIANA

Milyani Quiqueto em clima de muita celebração e por poder comemorar mais um ano de vida do esposo Bruno Gouvea, no sábado passado em Na Mata Café, Bruninho como é conhecido parabéns, que possa ter muitos anos de vida, abençoados e felizes, e que estes dias futuros sejam todos de

SOCIAL BY MARÔ VIANA

Kleber Costa é assim plantando amor e colhendo milagres, bom o rapaz levanta antes do sol trabalha duro e colhe os fruto, além de uma simpatia impar, da vizinha Herculândia acontecendo nas noites tupiniquim é presença vip, nas melhores rodas  A Jovem Avó Joicy Panhossi celebra hoje mais um ano

SOCIAL BY MARÔ VIANA

Senhoras e senhores Mister LALA, para os íntimos ou Laercio Maia o empresário da construção civil. 018, munido de muita bala na agulha, gente interessante ao seu redor e um grande coração, sabe aqueles caras gente boa que você pode contar em todas a hora, é este lindo, sou seu

Rolar para cima