UM PEQUENO ALENTO NESTES TEMPOS DE PANDEMIA

By ANDRÉ EDUARDO LOPES  Nestes tempos de pandemia, a sociedade como um todo veio a ser atingida por sérias consequências. Consequências como perda de emprego, redução de ganhos, impossibilidade de pagamento de dívidas, u maior endividamento, dentre tantas outras. Cada um sabe as mazelas que tem sofrido, porque como diz o velho ditado: “cada um sabe aonde lhe aperta o sapato”. Ah, e que não nos esqueçamos que esta situação prejudica a todos, sejam às pessoas sejam às empresas. O Supremo Tribunal Federal, o Superior Tribunal de Justiça, os Tribunais de Justiça de cada Estado e uma grande parte de nossos doutos magistrados têm se mostrado sensíveis e atentos à situação de penúria que muitos tem experimentado, aceitando até mesmo uma rediscussão de cláusulas contratuais que gerem obrigações, porque depende do que consta ali, em virtude da seriedade da pandemia, muitas obrigações se tornaram impossíveis de serem cumpridas, gerando um desequilíbrio entre direitos e deveres, muitas vezes com a total impossibilidade de cumprir com o contratado.  Nunca foi tão importante um tema que permite a recuperação de pessoas inadimplentes, cuja dívida, tributária ou não, se torna impossível de se pagar, permanecendo no tempo e maculando o nome da pessoa por um longo período, o que torna ainda mais difícil a sua recuperação financeira e pessoal. Diga-se financeira, porque para quem se encontra inadimplente, as portas de todas as possibilidades financeiras se fecham e assim permanecem.

  No aspecto pessoal, é que a má imagem e fama da pessoa a torna mal vista socialmente, o que, novamente, lhe fecha outras portas mais, que poderiam lhe amparar em sua recuperação como cidadão e como ser humano.                           Não existe no Brasil pena perpétua, portanto não pode também existir dívidas eternas. Você não acha isto lógico? Tanto é lógico que o Supremo Tribunal Federal, no ano de 2018, atribuiu uma força geral à chamada prescrição intercorrente em ações de execução fiscal, ou seja, aquelas ações judiciais que pretendem fazer o contribuinte, ou seja a gente, a pagar os impostos em atraso, com toda a correção monetária, os juros, multas e demais acréscimos legais. Calma, calma. Não se preocupe nem desespere, vou explicar em português!!!

 Se você tem uma execução fiscal contra você ou sua empresa, antes da edição da súmula do STF esta dívida continuaria a existir por infindáveis anos, o que representa uma dívida eterna, mesmo se o processo esteja arquivado. Como no Brasil não há pena eterna, seja a que título for, não se pode continuar a dever sem um limite de tempo, pelo que se gerou o entendimento de prescrição intercorrente, que nada mais é do que a possibilidade, atendidos alguns requisitos legais, de que uma dívida que não pôde ser paga, venha a deixar de poder ser cobrada judicialmente, a fim de possibilitar a recuperação financeira da pessoa ou empresa devedora.

A cada um que isto interessar, sugerimos que procure u advogado de sua confiança e se informe sobre o seu enquadramento nesta possibilidade de ter seu nome limpo novamente.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

DU CHEFF PIZZARIA TUPÃ – ESPAÇO PRESENCIAL – VISITA TECNICA

È AMANHA …..19h30 Inauguração da Ducheff Pizzaria em modo Presencial, ou seja todo o sabor e excelente atendimento nem ambiente amplo e aconchegante, grandes novidades em um novo cardápio e muitas novidades, os Cheffs Isau Veríssimo e Daniel Medeiros , esperaram a pandemia passar e fizeram tudo com muito bom

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 311

“ Embaixador “ Na melhor versão Gusttavo Lima, o guapo tupiniquim: “ Victor Fernandes “ foi assunto mais uma vez em meio aos flashs, do lance, no último FDS. O jovem gato que acaba de assinar sua carteira em novo conglomerado agrícola da nossa estância, fazendo jus ao estilo de vida

as quatro estações de vivaldi em recanto Motel

A Semana mais romântica do ano está chegando e Recanto traz para você a IV Love Week- nos inspiramos nas 4 estações para que possamos refletir que cada um de nós somos um universo de possibilidades … e vivemos momentos diferentes que precisam ser compreendidos … quando esse universo compartilha

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 310

No mundos dos fashionistas , Moda é coisa de indústria e Estilo cada um tem o seu, como diária “Glorinha Calil”, acho que assim definimos, a criatividade e bom gosto de Fla Baracat, a cada pesquisa para a nova estação ele faz bonito além da pesquisa in loco, ansioso para

odair marcuzzo 70 anos

FAMILIA MARCUZZO, é sempre um grande aprazer estar com vocês, primeiro por todo o carinho e acolhimento com todos, Silvana e Ana Paula, tenho certeza que o Odair esta muito Feliz, todos os detalhes estavam impecáveis, a muito tempo um sábado não estava tão badalado em terra tupiniquins, alias estávamos

03 aninhos do DUDU

Os queridos Amanda e Ricardo Manzano receberam no sábado no Buffet Maquina da Alegria os amigos, vips e familiares para celebrar os 03 anos de Eduardo DUDU Manzano, os avós Lucilene  e Marcelo Sabatine, Martha e Valter Manzano também compartilharam deste momento de muita alegria, e brincadeiras, Dudu espoleta como

SOCIAL BY MARÔ VIANA – ANO I – EDIÇÃO 309

“ Diamond “ O seu nome logo me remete o império dos diamantes & joiás finas, que assim como entrelaçaram as mãos no noivado de Ronaldo Nazário “ fenômeno “ & Daniela Cicarelli, faz da joalheria de luxo norte- americana, na famosa esquina Fifth Avenue com 57th Street, em Manhattan :

Leonardo Monteiro – Frango da Maromba

Salve, salve rapaziadinha. Bom, meu nome é Leonardo Monteiro, eu tenho vinte e seis anos, sou morador da cidade de Tupã, São Paulo. sou atleta de fisiculturismo amador com muita honra que eu falo isso hoje depois de muito trabalho duro sou dono da marca e da página Frango da

Rolar para cima