EXPOSIÇÃO DOS SANTOS JUNINOS –

MUSEU DE ARTE SACRA FRANCISCANO DE TUPà EM UMA EXPOSIÇÃO ITINERANTE SOBRE OS SANTOS JUNINOS DE 17/05 HOJE ATÉ 15/08/2024

Clovis  e Cristina Manoel receberam nesta tarde o Secretário Municipal de Cultura Luís Carlos dos Passos Sanches e o Vereador Charles dos Passos Sanches como incentivadores da cultura que são, e apresentaram anova exposição no Salão itinerante do Museu  

santo antonio :

 Antônio  de Lisboa ou de Pádua, (Lisboa15 de agosto de 1195? — Pádua13 de junho de 1231) foi um Doutor da Igreja que viveu na viragem do século XII para o século XIII.[1] Foi batizado com o nome de Fernando, mas o seu sobrenome de família é incerto, embora seja comum referir-se de Bulhões. Primeiramente pertenceu à Ordem dos Cónegos Regulares da Santa Cruz, que seguiam a Regra de Santo Agostinho, no Convento de São Vicente de Fora, em Lisboa, indo posteriormente para o Convento de Santa Cruz, em Coimbra, onde aprofundou os seus estudos religiosos através da leitura da Bíblia e da literatura patrística, científica e clássica. Ingressou na Ordem dos Frades Menores (franciscanos) em 1220 e viajou muito, vivendo inicialmente em Portugal, depois na Itália e em França, retornando posteriormente à Itália, onde encerrou sua carreira. No ano de 1221 fez parte do Capítulo Geral da Ordem em Assis, convocado pelo fundador, Francisco de Assis. Posteriormente, quando a sua eloquência e cultura teológica se tornaram conhecidas, foi nomeado mestre de teologia em Bolonha, tendo, a seguir, pregado contra os albigenses e valdenses em diversas cidades do norte da Itália e no sul de França. Em seguida foi para Pádua, onde morreu aos 36 ou 40 anos. Distinguindo-se em vida como teólogo, místicoasceta e sobretudo como notável orador e grande taumaturgo, sua grande fama de santidade levou-o a ser canonizado pela Igreja Católica apenas 11 meses após a morte. António é também tido como um dos intelectuais mais notáveis de Portugal do período pré-universitário. Tinha grande cultura, documentada pela coletânea de sermões que deixou, onde fica evidente que estava familiarizado tanto com a literatura religiosa como com diversos aspetos das ciências profanas, referenciando-se em autoridades clássicas como Plínio, o VelhoCíceroSénecaBoécioGaleno e Aristóteles, entre muitas outras. O seu grande saber tornou-o uma das mais respeitadas figuras da Igreja Católica do seu tempo. Lecionou em universidades italianas e francesas e foi o primeiro Doutor da Igreja franciscano. São Boaventura disse que ele possuía a ciência dos anjos. Hoje é visto como um dos grandes santos do Catolicismo, recebendo larga veneração e sendo o centro de rico folcloreSanto António é o padroeiro principal da cidade de Lisboa (São Vicente é o padroeiro do Patriarcado de Lisboa), sendo também o padroeiro secundário de Portugal (a padroeira principal é Nossa Senhora da Conceição).[4][5][6] É igualmente padroeiro da cidade italiana de Pádua.

são joão :

São João Batista (século I a.C., c. 28–30) foi um pregador itinerante cujo aparecimento se deu na Judeia, provável lugar de nascimento, e na Galileia (c. 28 d.C.), na época de Herodes. João teve muitos seguidores e pregava aos judeus, dizendo que deveriam exercer a virtude e a retidão. Usava o batismo como símbolo de purificação da alma no seu movimento messiânico.[1] A sua historicidade é controversa, sendo referido pelo escritor e historiador Flávio Josefo na sua obra Antiguidades judaicas.[ Etimologia do nome e títulos Como sendo de origem semítica é de suma importância verificar a etimologia do nome, que para os semitas é mais do que um título em si; o nome carrega um significado, geralmente fazendo referência à Divindade que veneram. Como se pode observar a seguir, com João não é diferente: João — (em latimIōhannēs; em gregoἸωάννηςromaniz.:Iōánnēs; em aramaicoܝܘܚܢܢJochanan; em hebraicoיוחנןYōḥānān, que por sua vez é o diminutivo de Yəhôḥānān (חנן + יהוה = YHWH mais o verbo hanan), que significa “Yhwh Misericordioso”, é um nome que aparece no Antigo Testamento, em especial na figura do Sumo Sacerdote do Segundo TemploJohanan (Iorranã) em Jeremias 42:8., c. 400 a.C. Batista — étimo grego βάπτισμα (baptismo = batisma) o sufixo (ma) enfatiza que ocorreu a imersão (imergiu), “βαπτίζειν” (baptizein) para imergir; do verbo “βαπτίζω” (baptizó) imergir—”Ele imerge” (“ele batiza”).Por raciocínio lógico, a partir destes factos, subentende-se que o significado do nome João Batista, seja algo com “YHWH Misericordioso Abençoador”. Como um personagem importante em diferentes religiões, os títulos mais conhecidos são os de Profeta e Santo, como, por exemplo, no Cristianismo (CatolicismoProtestantismo e Evangelicalismo), Judaísmo messiânicoJudaísmo nazarenoFé Bahá’íIslão e o Mandaeanísmo.[12] Dentre os títulos no Cristianismo, inclui-se o de João, o precursor no cristianismo orientalJoão Batista no Cristianismo João Batista, como é chamado pelos cristãos, foi, segundo o Evangelho de Lucas, filho do sacerdote Zacarias, de classe sacerdotal e de Isabel, prima de Maria, da família de Aarão. Para a maioria das denominações cristãs é o único santo cujo nascimento e martírio (24 de Junho e 29 de Agosto) são evocados em duas solenidades, e não apenas no meio cristão; há diversos estudos elaborados sobre o tema que o colocam como uma das figuras fundamentais da Bíblia – João e o batismo de Jesus o Cristo[13] – com este acto colocando Jesus no centro de toda história bíblica do Novo Testamento, como sendo o Messias tão aguardado, o que deu início à literatura apocalíptica do fim dos tempos.

são pedro :

Simão Pedro, São Pedro ou São Pedro Apóstolo, em hebraico:כיפא, em grego koinéΠέτροςPetros, “Rocha”, segundo a Interpretação católica e ortodoxafragmento (de pedra) para alguns protestantes,[not em coptaⲠⲉⲧⲣⲟⲥPetros, em latimPetrus (Betsaida, século I a.C., — Romac.67 d.C.) foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo, segundo o Novo Testamento e, mais especificamente, os quatro Evangelhos. Ele é considerado o primeiro papa da Igreja CatólicaHistoriadores e as Igrejas Católica e Ortodoxa consideram Pedro como o primeiro bispo de Romae, por isso, o primeiro papa, e também como o primeiro bispo e patriarca da Igreja de Antioquia, tendo sido seu fundador.Ele seria, até hoje segundo o catolicismo, o detentor do mais longo pontificado da história: cerca de trinta e sete anos.Nome e importância Segundo a Bíblia, seu nome original não era Pedro, mas Simão. Aparece ainda uma variante do seu nome original, Simão Pedro, no livro dos Atos dos Apóstolos (Atos 10:18) e na II Epístola de Pedro (II Pedro 1:1). No Evangelho de João (João 1:42), Cristo muda seu nome para כיפאKepha (Cefas em português), que em aramaico significa “pedra”, “rocha”, nome este que foi traduzido para o grego como ΠέτροςPetros, “Rocha” segundo a interpretação católicafragmento (de pedra), “pedrinha” segundo a interpretação de alguns protestantes, a qual sustenta que a palavra grega que significa “rocha”, “pedra” é πέτραpetra e que, posteriormente, passou para o latim como Petrus. Ocorre que o aramaico de “fragmento de pedra” ou “pedrinha” é a palavra evna e não kepha, sendo esta última a mencionada nas escrituras e traduzida para o grego Petros, que realmente significa “Rocha”. Na interpretação da Igreja Católica, a razão para Jesus ter mudado o nome do apóstolo, bem como seu significado na citação bíblica «Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja; e as portas do Hades não prevalecerão contra ela.» (Mateus 16:18), a chamada Confissão de Pedro, Jesus estava comparando Simão a uma rocha. Desta forma, Cristo seria o fundador da Igreja Católica, do grego “katholikos” que significa para todos ou universal, sendo-lhe concedido, por este motivo, o título de “Príncipe dos Apóstolos” pela Igreja Católica. Esse título é um tanto tardio, visto que tal designação só começaria a ser usada após a sua morte cerca de um século mais tarde, suplementando o de PatriarcaEm contrapartida, todos os escritos dos Pais da Igreja Primitiva sobre o tema, bem como aqueles dos eruditos católicos, entre os quais se destacam o sacerdote jesuíta Leonel Franca e o teólogo Scott Hahn, asseguram que, em grego koiné do século I, as palavras petros e petra seriam sinônimos, referindo-se assim, ao vocábulo rocha. Em suma, a Confissão de Pedro e sua mudança de nome por Jesus Cristo lhe concediam um papel proeminente na Igreja, principalmente em sua missão de “fortalecer os irmãos” (Lucas 22:32). Estes autores sustentam ainda que, embora a língua difundida no Império Romano nos tempos de Jesus e dos apóstolos fosse o grego koiné, devido à influência helênica na região desde mais de dois séculos antes de Cristo, os judeus do século I falavam principalmente o aramaico, mesma língua em que teria sido escrito originalmente o próprio Evangelho de Mateus. Em aramaico a palavra para fragmento (de pedra) “ou pedrinha” seria a palavra evna e não kepha. Logo. o mais provável é que o a palavra Kephas ou “Cefas”, que é transcrita cerca de oito vezes no Novo Testamento ou se encontra traduzida para o grego Petros nos EvangelhosAtos dos Apóstolos e escritos paulinos, realmente signifique rocha e diga respeito à pessoa de Pedro. Observe-se que a confissão de fé de Pedro e a fala de Jesus são dois momentos distintos da mesma leitura. Em um primeiro momento a pergunta de Jesus aos discípulos é a seguinte: «Quem diz o povo ser o filho do homem?» (Mateus 16:13), ao que estes lhe respondem: «Uns dizem: João Batista; outros: Elias; e outros: Jeremias, ou algum dos profetas.» (Mateus 16:14) e Jesus novamente pergunta: «Mas vós, quem dizeis que sou eu?» (Mateus 16:15), «Respondeu Simão Pedro: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo» (Mateus 16:16),[11] e como resposta Jesus diz a Pedro: «Bem-aventurado és, Simão, Filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue quem to revelou, mas meu Pai que está nos céus.» (Mateus 16:17-18), e acrescenta: «Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja; e as portas do Hades não prevalecerão contra ela.» (Mateus 16:18). Esse é o diálogo exaustivo do que a própria Bíblia apresenta em diversas traduções, como a católica Ave-Maria, o novo testamento dos gideões internacionais e a própria tradução brasileira do Wikisource.

exposição de santos juninos, aberta de segunda a sexta feira das 09às 12 e das 13h30 às 18 , na rua iporans 1253 com entrada franca

sobre o museu:

Bem-vindo ao Museu de Arte Sacra Franciscano de Tupã! Explore a rica história e espiritualidade franciscana através de obras de arte e relíquias sagradas. Deixe-se envolver pela serenidade e simplicidade deste espaço, onde cada peça conta a história de uma fé viva. Aprecie a conexão única entre arte e espiritualidade enquanto mergulha na essência do museu. Agradecemos por escolher compartilhar este momento conosco.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

69 anos de tradição da festa de são joão da vila industria

Festa de São João!🌽  “Na vila indústria “  69 anos de tradição !🎉 Programação Terço em louvor a São João Batista🙏🏻Comidas e bebidas típicas🥮☕️(gratuito)Apresentação de danças 💃🕺Brinquedos🎡 No local estara vendendo. cerveja, água, refrigerantes, caipirinha de vários saboresBarraca do churros😍   Música ao vivo “Marcos Paulo e Candé” Você é o

SOCIAL BY MARO VIANA

Bellinha e Silvio Calderaro parabéns pelas Bodas de Jaspe – Quarenta e Sete Anos de Casado, representa uma verdadeira conquista. Hoje em dia, manter um casamento firme e forte ao longo desses anos todos são para pouquíssimos casais. Essa pedra torna-se um escudo protetor, proporcionando uma sensação de segurança e

SIM, VOCÊ PRECISA DE COSMÉTICOS SENSUAIS – permita -se

É comum ouvir em uma roda de amigos que produtos sensuais não é para você.Quem disse isso está muito enganado (a). Existe um produto coringa que deve ser usado, por todas as pessoas, nos momentos de autoconhecimento e também durante as relações se.xuais: o lubrificante!  Ele é o coringa pois ajuda

VILLA GUINÉ SUINGA – A FESTA É TODA NOSSA

EITA QUE CHEGOU!!! 5 ANOS DO VILLA GUINÉ 😱🥳🤘 Bora começar as comemorações do nosso aniversário daquele jeito que adoramos, muito CHOPP EM DOBRO e aquela sonzeira com a banda Língua Preta. Esta esperando o que? Já manda aquela mensagem no grupo dos amigos e avisa que o rolê é

SOCIAL BY MARO VIANA

O Villa Guine recebeu a visita para uma resenha ilustre que pode mudar muitas coisas em terras tupiniquins, empresários de variados setores  produtores rurais que simpatizam dos memos ideias e lutam pelo melhor para seus funcionários, amigos, e vamos viver novos rumos. Nós precisamos ser fortes! Precisamos querer mais do

bon jovi – rock cover

A maior festa de rock de Tupã e região está de volta!!!🤘 Rock Cover Tupã traz o melhor cover do Bon Jovi ‘THESE DAYS! Na abertura tem ROCK STATION! 🎸 Não fique de fora dessa!! Marque na agenda: 🗓27 de julho 🕘 21h📍 Célimo Buffet | Tupã/SP Garanta seu lugar!Reservas

Rolar para cima