Mais de um ano se passou desde que voltei para Tupã, a cidade onde cresci mas não nasci.
  Em 16 de Março de 2020, no meu vigésimo aniversário, meu presente foi passar o dia enclausurado em um ônibus e em um carro. Contrariado pois meu pai nunca houvera levantado a voz para mim antes, e não botando muita fé no real peso da situação que estávamos entrando. Inclusive só levei poucas mudas de roupa que uma mochila era suficiente para carregar.
  Esperava ficar no máximo uma semana ou pouco mais que isso, já que depois de me acostumar com a cidade grande, não cogitei voltar ao interior por um bom tempo. Quem me dera acontecesse dessa forma…
  Num piscar de olhos toda a nossa realidade já não era mais a mesma; foram tantas perdas, renúncias e frustrações que certamente foi um ano para entrar na história.
  Infelizmente eu fui um dos afetados pela pandemia, a qual levou meu pai. Não há um dia sequer que eu não sinta sua falta, mas essa é minha história e não posso deixar que as páginas anteriores sejam as últimas.
  Na verdade, nenhum de nós deveríamos pensar dessa forma.
  Essa pequena cidade foi meu palco por quase vinte anos, assim como é de muitos habitantes que passei por e nem sei.
  Vi e vivi muitas coisas, grande parte delas hoje são memórias dolorosas mas que me motivam a seguir em frente e melhorar, pois quando situações semelhantes vierem ao meu encontro, o impacto seja menor.
  Já fui chamado de muitos nomes, até me pergunto como vou ser creditado quando essa história chegar ao fim.
  Não importa qual sua idade, quem você é ou quais são suas metas, as adversidades e revoltas sempre estarão presentes em nossas vidas.
  Mesmo que o ponto principal de encontro da cidade seja uma avenida e nossos pontos turísticos sejam lanchonetes e farmácias, brincadeiras à parte, devemos nos orgulhar de nossas pequenas conquistas.
  Em tempos difíceis como o que estamos vivendo, pude perceber o quão forte e determinado é o ser humano quando precisa sobreviver, só não podemos deixar de aceitar quando a situação já não é mais favorável e devemos começar outro capítulo em nossas vidas.
  Antes um adolescente incompreendido, me sentia injustiçado perante as circunstâncias que me assolaram, mas hoje sei que os galhos e pedras que me atiravam são o alicerce que me fortalece e construíram o meu trono, onde descanso. Talvez esperassem que eu as usasse para construir muros e fortalezas, mas construí pontes e me orgulho do meu pequeno império.
  Acredito que só há mudança quando há desconforto, mas nada nos impede de começar uma revolução interior sempre que necessário.
  Contudo, tudo que começa tem de terminar um dia.
  Como Pompéia, minhas erupções agora petrificam o que ficou para trás; uma parte da minha história eternizada em meu peito, mas como a fúria de um vulcão que sua lava incessante consome tudo em sua frente, eu vou, até o dia que eu me torne extinto.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

69 anos de tradição da festa de são joão da vila industria

Festa de São João!🌽  “Na vila indústria “  69 anos de tradição !🎉 Programação Terço em louvor a São João Batista🙏🏻Comidas e bebidas típicas🥮☕️(gratuito)Apresentação de danças 💃🕺Brinquedos🎡 No local estara vendendo. cerveja, água, refrigerantes, caipirinha de vários saboresBarraca do churros😍   Música ao vivo “Marcos Paulo e Candé” Você é o

SOCIAL BY MARO VIANA

Bellinha e Silvio Calderaro parabéns pelas Bodas de Jaspe – Quarenta e Sete Anos de Casado, representa uma verdadeira conquista. Hoje em dia, manter um casamento firme e forte ao longo desses anos todos são para pouquíssimos casais. Essa pedra torna-se um escudo protetor, proporcionando uma sensação de segurança e

SIM, VOCÊ PRECISA DE COSMÉTICOS SENSUAIS – permita -se

É comum ouvir em uma roda de amigos que produtos sensuais não é para você.Quem disse isso está muito enganado (a). Existe um produto coringa que deve ser usado, por todas as pessoas, nos momentos de autoconhecimento e também durante as relações se.xuais: o lubrificante!  Ele é o coringa pois ajuda

VILLA GUINÉ SUINGA – A FESTA É TODA NOSSA

EITA QUE CHEGOU!!! 5 ANOS DO VILLA GUINÉ 😱🥳🤘 Bora começar as comemorações do nosso aniversário daquele jeito que adoramos, muito CHOPP EM DOBRO e aquela sonzeira com a banda Língua Preta. Esta esperando o que? Já manda aquela mensagem no grupo dos amigos e avisa que o rolê é

SOCIAL BY MARO VIANA

O Villa Guine recebeu a visita para uma resenha ilustre que pode mudar muitas coisas em terras tupiniquins, empresários de variados setores  produtores rurais que simpatizam dos memos ideias e lutam pelo melhor para seus funcionários, amigos, e vamos viver novos rumos. Nós precisamos ser fortes! Precisamos querer mais do

bon jovi – rock cover

A maior festa de rock de Tupã e região está de volta!!!🤘 Rock Cover Tupã traz o melhor cover do Bon Jovi ‘THESE DAYS! Na abertura tem ROCK STATION! 🎸 Não fique de fora dessa!! Marque na agenda: 🗓27 de julho 🕘 21h📍 Célimo Buffet | Tupã/SP Garanta seu lugar!Reservas

Rolar para cima