SANTA RITA DE CÁSSIA

Santa Rita de Cássia, nascida Margherita Lotti (Roccaporena1381 – Cássia22 de maio de 1457), foi uma freira agostiniana da diocese de EspoletoItália. Foi beatificada em 1627 e canonizada em 1900 pela Igreja Católica.Foi uma pessoa de muita fé e que salvou da peste o cunhado apenas pela oração. Seu marido foi assassinado e seus filhos desejaram vingar-se de sua morte, mas Rita disse que preferiria ver morrer seus filhos a ver “o derramar de mais sangue”.

História

Santa Rita de Cássia, filha de Antonio Lotti e Amata Ferri Lotti nasceu em Roccaporena em 1381.[1] Desde criança, a santa demonstrava seu desejo de viver uma vida em Cristo, acreditava no Amor pela Sagrada Família e, por isso, almejava constituir uma família. Seu pai, um juiz de paz, arrumou um casamento entre classes para a filha. No entanto, a moça acreditava que deveria casar por amor. Conheceu nos mercados um homem que salvou uma criança. Dias mais tarde o encontrou na casa de sua amiga Mancini e o reconheceu: era Paulo. Paulo também se apaixonou por ela, contudo era filho de Ferdinando Mancini — um dos cavaleiros mais ricos e poderosos da região — que gostaria que seus filhos fizessem casamentos que favorecessem os negócios da família. Ela pediu a intercessão de Jesus, que seu amor fosse possível. Esse é o primeiro milagre: Santa Rita e Paulo casaram-se, mesmo vindo de classes distintas. Do casamento entre Rita e Paulo nasceram dois filhos gêmeos: Giangiacomo Antonio e Paulo Maria

 

Teve uma vida conjugal difícil devido aos hábitos da nova família e ao caráter violento do marido. Com seu empenho e orações, conseguiu convertê-lo. Viveram anos como camponeses. Após a morte do marido, vítima de assassinato por traição do chefe do feudo, o pai de Paulo, Ferdinando Mancini (sogro de Santa Rita) levou os garotos para lhes ensinar a batalhar a fim de, posteriormente, vingarem a morte do pai. Na hora da batalha, foram pegos em emboscada. Com o objetivo de protegê-los, a santa os enviou para um convento distante. Contudo, as freiras abrigavam leprosos, que transmitiram sua doença aos filhos da Santa, os quais não sobreviveram. Viúva e sem os filhos, manifesta a vontade de ingressar no mosteiro das irmãs Agostinianas, que só aceitavam jovens solteiras. Ficou muito tempo refugiada na casa dos sogros. Ainda assim, começou a cuidar de doentes de lepra e a curar enfermos. 

Então, numa noite, Santa Rita dormia, quando ouviu uma voz chamando: Rita. Rita. Rita. Ela abriu a porta e estavam ali, Santo AgostinhoSão Nicolau e São João Batista.[2] Eles pediram que ela os seguisse e depois de andarem pelas ruas, os santos desapareceram e Rita sentiu um suave empurrão. Ela caiu em êxtase e, quando voltou a si, estava dentro do mosteiro, estando este com as portas trancadas. Então as freiras não lhe puderam negar a entrada. Rita viveu ali por quarenta anos. Cinco meses antes da morte de Rita, um dia de inverno com a temperatura frígida e um manto de neve cobria tudo, uma parente lhe foi visitar e antes de ir embora perguntou à Santa se ela desejava alguma coisa, Rita respondeu que teria desejado uma rosa da sua horta. Quando voltou a Roccaporena a parente foi à horta e grande foi a sua surpresa quando viu uma belíssima rosa, a colheu e a levou a Rita. Assim Santa Rita foi denominada a Santa da “Rosa” e dos impossíveis. Santa Rita antes de fechar os olhos para sempre, teve a visão de Jesus e da Virgem Maria que a convidavam no Paraíso. Uma freira viu a sua alma subir ao céu acompanhada de Anjos e contemporaneamente os sinos da igreja começaram a tocar sozinhos, enquanto um perfume suavíssimo se espalhou por todo o Mosteiro e do seu quarto viram uma luz luminosa como se fosse entrado o Sol. Era o dia 22 de Maio de 1457.

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on email
Email
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

69 anos de tradição da festa de são joão da vila industria

Festa de São João!🌽  “Na vila indústria “  69 anos de tradição !🎉 Programação Terço em louvor a São João Batista🙏🏻Comidas e bebidas típicas🥮☕️(gratuito)Apresentação de danças 💃🕺Brinquedos🎡 No local estara vendendo. cerveja, água, refrigerantes, caipirinha de vários saboresBarraca do churros😍   Música ao vivo “Marcos Paulo e Candé” Você é o

SOCIAL BY MARO VIANA

Bellinha e Silvio Calderaro parabéns pelas Bodas de Jaspe – Quarenta e Sete Anos de Casado, representa uma verdadeira conquista. Hoje em dia, manter um casamento firme e forte ao longo desses anos todos são para pouquíssimos casais. Essa pedra torna-se um escudo protetor, proporcionando uma sensação de segurança e

SIM, VOCÊ PRECISA DE COSMÉTICOS SENSUAIS – permita -se

É comum ouvir em uma roda de amigos que produtos sensuais não é para você.Quem disse isso está muito enganado (a). Existe um produto coringa que deve ser usado, por todas as pessoas, nos momentos de autoconhecimento e também durante as relações se.xuais: o lubrificante!  Ele é o coringa pois ajuda

VILLA GUINÉ SUINGA – A FESTA É TODA NOSSA

EITA QUE CHEGOU!!! 5 ANOS DO VILLA GUINÉ 😱🥳🤘 Bora começar as comemorações do nosso aniversário daquele jeito que adoramos, muito CHOPP EM DOBRO e aquela sonzeira com a banda Língua Preta. Esta esperando o que? Já manda aquela mensagem no grupo dos amigos e avisa que o rolê é

SOCIAL BY MARO VIANA

O Villa Guine recebeu a visita para uma resenha ilustre que pode mudar muitas coisas em terras tupiniquins, empresários de variados setores  produtores rurais que simpatizam dos memos ideias e lutam pelo melhor para seus funcionários, amigos, e vamos viver novos rumos. Nós precisamos ser fortes! Precisamos querer mais do

bon jovi – rock cover

A maior festa de rock de Tupã e região está de volta!!!🤘 Rock Cover Tupã traz o melhor cover do Bon Jovi ‘THESE DAYS! Na abertura tem ROCK STATION! 🎸 Não fique de fora dessa!! Marque na agenda: 🗓27 de julho 🕘 21h📍 Célimo Buffet | Tupã/SP Garanta seu lugar!Reservas

Rolar para cima